Fernando Pessoa na Banda Desenhada... e não só (I) - Autor: José Abrantes


Fernando Pessoa na Banda Desenhada... e não só (I) - Autor: José Abrantes


José Abrantes é o autor da banda desenhada (em quatro pranchas) de homenagem ao grande poeta Fernando Pessoa.
Esta bedê, intitulada "Pessoa em Apuros", foi publicada na revista Selecções BD nº 40 (1ª série), Agosto de 1991

Biografar figuras históricas é recorrente na Banda Desenhada, mas já não o é tanto no que concerne a poetas, excepção feita (na BD portuguesa), muitas vezes a Luís de Camões, poucas a Fernando Pessoa, mas ambos homenageados por esta forma de arte sequencial devido à sua enorme dimensão enquanto expoentes da escrita poética.
 
Fernando Pessoa é a personalidade que hoje tem todo o direito a ser destacado, porque se completa o número redondo de 120 anos após o dia do seu nascimento, 13 de Junho de 1888, em Lisboa - uma efeméride digna de registo.
 
De seu nome completo Fernando António Nogueira Pessoa, ele viria a ser, incontestavelmente, um dos maiores vultos da literatura portuguesa no campo da Poesia.
 
A sua obra, traduzida em inúmeras línguas, divide-se pelos seus numerosos heterónimos, uns mais conhecidos e prolíferos -Álvaro de Campos, Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Bernardo Soares-, alguns outros menos divulgados, como acontece com Alexander Search, Barão de Teive, Pantaleão, e mais uns tantos, umas dezenas...
 
Fernando Pessoa, lisboeta nascido no Largo de S. Carlos, nº 4 - 4º andar, esquerdo (defronte do homónimo teatro lírico), viveu uns anos na África do Sul, mas regressou a Lisboa, onde morou em vários locais da cidade, tendo falecido no Hospital de S. Luís dos Franceses, na Rua Luz Soriano (Bairro Alto), aos quarenta e sete anos, a 30 de Novembro de 1935, talvez devido a cirrose por excesso de álcool ingerido ao longo da sua curta vida nos mais variados locais que costumava frequentar, designadamente Martinho da Arcada (Terreiro do Paço), Brazileira (Chiado), restaurante Pessoa (Antiga Casa [de Pasto] Pessoa, Rua dos Douradores), para apenas citar os que continuam visitáveis, passe a publicidade...
 
As legendas da banda desenhada estão legíveis no post original, e têm ainda a foto do poeta.
 




Envie-nos a sua mensagem

Nome:
Email:

Telefone (opcional mas também importante)
Confirmação - Escreva o seguinte número: 9437

Mensagem